Tempo:

Começam entregas do Programa Troca-troca de sementes

Nesse ano foram realizados 30 pedidos e reservados 79 sacas de sementes.

Publicado em: 25/08/2021

A Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar iniciou a entrega das sementes de milho e sorgo do Programa Estadual Troca-troca para o ano-safra 2021/2022, aos produtores que realizaram as reservas no mês de maio.

Nesse ano foram realizados 30 pedidos e reservados 79 sacas de sementes, que na maioria serão destinadas a produção de silagem para alimentação animal, ou como no caso do sorgo para produção de pastagens.

Os produtores podem retirar as sementes na Secretaria que fica na Rua Gonçalves Dias, 22 no centro, das 7h30 às 13h30.

O objetivo do programa é fomentar a aquisição de sementes e o cultivo de milho e sorgo a serem utilizados na produção de silagem, grão ou alimentação humana em propriedades de agricultores familiares e pecuaristas familiares em todo o Estado. Os produtores rurais adquirirem as sementes através do programa, com o talão de produtor ativo, até quatro sacos de sementes para a próxima safra, com subsídio de 28%. Na safra 2020/2021 foram realizados pedidos de 84 sacas de sementes através do programa na secretaria.

“Chegamos a um quantitativo de solicitações bem parecido com o do ano passado, mas é importante destacar que ainda temos espaço pra mais investimentos na área, principalmente devido à valorização do grão no mercado”, explica o chefe da Divisão de Apoio a Feirantes e Agroindústrias, Tobias Biazi.

A última safra, que terminou em meados de junho teve resultados abaixo da estimativa devido à estiagem e doenças que afetaram a produção. A área plantada em Erechim foi de aproximadamente 2.350 hectares, sendo 1.350 hectares para grãos e 1.000 hectares para silagem, com produção média de 10.800.000 (dez milhões e oitocentos mil) quilos de grãos e 30 toneladas de silagem.

“É importante esse subsidio que vem do Estado, com sementes com custo abaixo do mercado. É um incentivo aos nossos produtores em um momento que o grão está valorizado”, pontua o secretário de Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar, William Racoski.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da Prefeitura de Erechim